COMUNICADO DO XADREZ AVAREENSE

10/04/2017 10:22

Foi com tristeza que recebemos o Comunicado do Clube de Xadrez de Taquarituba, feito por meio de áudio postado pelo companheiro Gobbo, no grupo de Whatsapp Xadrez Avareense e Região, dando conta da decisão de não participar da III Copa Blitz.

Tristeza maior nos causou o motivo por eles alegado, qual seja, uma possível discriminação em relação aos enxadristas menores de 14 anos.

Antes de adentrarmos ao mérito da questão, é indispensável que façamos um breve relato de nossa história.

Até o ano 2000, o Xadrez Avareense gozava de um considerável prestígio na nossa sociedade. Dispúnhamos de uma Sala, estrategicamente localizada em frente à Matriz, onde praticávamos nosso esporte, disputávamos matches contra cidades vizinhas, realizávamos campeonatos Municipais e, principalmente, ministrávamos aulas para iniciantes, a maioria em idade escolar.

Inexplicavelmente, depois de conquistarmos o ultimo Jogos Regional do Milênio, em Jau, o indispensável apoio foi sendo retirado pouco a pouco, chegando, inclusive, ao total esfacelamento da nossa tradicional equipe.

Há alguns anos atrás, graças aos esforços de uns abnegados, que não preciso nomear, o xadrez avareense vem tentando ressurgir das cinzas.

Hoje sequer dispomos de um lugar adequado para prática do xadrez, e os eventos acontecem graças a dedicação pessoal de alguns membros, e apoio pontual de alguns parceiros, que deixarei de mencionar para não cometer injustiças.

Desde sua primeira edição, por limitações estruturais, físicas, financeiras e humanas, a Copa Blitz limitou o acesso a participante com idade igual ou superior a 14 anos, porém, sem nenhum motivo preconceituoso ou discriminatório.

As limitações acima indicadas impõem algum tipo de restrição e, seja qual for a adotada, certamente alguém se sentira “prejudicado”, inclusive na sugerida pelo CXT.

A participação de menores de 14 anos, com certeza, exigiria uma maior cautela por parte da organização, que não dispõe de elemento humano para administrar. Todos sabem a responsabilidade em relação a menores.

Em nossa história, temos orgulho de ter realizado o maior evento de xadrez escolar da Região, em 03/12/2000. O I Torneio Sonata de Xadrez Escolar contou com aproximadamente 250 crianças. O patrocínio da Sonata Brinquedos foi fundamental, além dos troféus e brindes, ela custeou o aluguel da Sede Social do Centro Avareense. Na organização pudemos contar com a ajuda de vários jogadores da equipe e outros voluntários como membros da Inspetoria de Ensino, por exemplo.

Estamos lutando para recuperar o prestígio e poder reeditar eventos desta grandeza, porém, para menores, a realidade atual nos limita aos eventos previstos a partir de junho, conforme calendário publicado em nosso site, sendo que o torneio de rápidas poderá ser aberto aos enxadristas da Região.

Por mais que todos saibam de nossa limitação, qualquer deslize na organização poderá trazer consequências danosas ao nosso projeto de recuperação do prestígio.

Respeitamos a decisão do CXT, mas a lamentamos profundamente.  Atitudes como essa, com toda certeza, se não prejudica nossos objetivos, benefícios nenhum nos trará.

Esperamos que esta sucinta explicação ponha fim a polêmica, contudo, e desde já, nos colocamos à inteira disposição para maiores esclarecimentos, caso se faça necessário.

Contamos com a compreensão e participação de toda Região neste e nos próximos eventos.

Pedimos desculpas por eventuais transtornos, mas, com os pés no chão, é o que podemos oferecer no momento.

A título de exemplo, divulgaremos no site algumas fotos dos tempos áureos que esperamos retornem em breve.