Regulamento Modalidade Xadrez usada em Jogos Regionais.

17/06/2016 18:29

XXXVIII – DA MODALIDADE DE XADREZ

 

 Artigo 240 – Poderão ser inscritos: a) Xadrez Feminino – até 08 (oito) enxadristas, com participação de até 04 (quatro) enxadristas por rodada. b) Xadrez Masculino – até 08 (oito) enxadristas, com participação de até 04 (quatro) enxadristas por rodada. Parágrafo Único – As equipes somente poderão iniciar qualquer MATCH quando possuírem o número de tabuleiros não inferior a 51% (cinquenta e um por cento) dos pontos em disputa. 

Artigo 241 – Será realizado Congresso Específico obrigatório da modalidade e este versará sobre a escalação das equipes, emparceiramento e demais detalhes que forem necessários. Parágrafo Único – O município que não comparecer ao Congresso Específico até o início do emparceiramento estará automaticamente eliminado da competição.

  

Artigo 242 – No Congresso Específico o responsável pela equipe deverá confirmar e indicar a ordem de seus tabuleiros. Não o fazendo, ficará a cargo de a direção tomar por base a ordem entregue quando da inscrição, ou seja, pela Relação Nominal. 

Artigo 243 – A numeração inicial das equipes para efeito de emparceiramento será calculada pelos ratings médios dos 04 (quatro) maiores ratings dos atletas inscritos na relação nominal, tanto do Xadrez Feminino como do Xadrez Masculino, devendo-se apurar primeiramente o rating FIDE, mesmo que este venha a ser menor que os demais, em segundo o rating FPX e por último será atribuído aos jogadores sem rating um provisório de 1.600 pontos, ignorando-se ratings inferiores a esse patamar. Parágrafo Primeiro: Caso uma equipe possua 04 (quatro) ou mais jogadores com rating FIDE, seu rating médio será atribuído pela divisão dos 04 (quatro) maiores, não sendo preciso apurar nenhum outro rating. Parágrafo Segundo: No caso da equipe possuir 03 (três) jogadores com rating FIDE, deve-se procurar o maior rating FPX entre os demais relacionados e, no caso de ausência, deve ser estabelecido para qualquer dos jogadores entre os sem ratings um provisório de 1600. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER Parágrafo Terceiro – Fica estabelecido o mesmo critério do parágrafo segundo para os casos das equipes possuírem 02 (dois), 01 (um) ou 0 (zero) jogadores com rating FIDE.

 Artigo 244 – Prevalecerá o sistema de substituição olímpica. Parágrafo Único – As equipes terão prazo de 15 (quinze) minutos antes de cada rodada para indicar os jogadores que estarão disputando as partidas referentes à mesma. O não cumprimento desta disposição obrigará a equipe a disputar a rodada com seus tabuleiros titulares, já confirmados ou ordenados no início da competição. 

Artigo 245 – A competição obedecerá as seguintes normas de emparceiramento: a) Sistema "SCHURING", quando o número de municípios participantes for até 08 (oito); b) sistema "SUÍÇO": quando o número de municípios participantes for superior a 08 (oito). Serão realizadas 05 (cinco) rodadas quando o número de municípios for de 09 (nove) a 12 (doze); 06 (seis) rodadas, com 13 (treze) e 14 (quatorze) e em 07 (sete) rodadas quando o número de municípios for acima de 14 (quatorze). Fica estabelecido que o emparceiramento será feito através de programa de emparceiramento eletrônico oficial aceito pela FIDE. Parágrafo Único: A primeira e segunda equipes com maiores ratings médios deverão se enfrentar somente na segunda metade do torneio; para tanto a equipe de maior rating médio deverá ser a primeira a ter seu número sorteado; na sequência, para a segunda equipe de maior rating médio, será sorteado um número que se enquadre na determinação acima. Para as demais equipes, segue-se o sorteio normal. 

Artigo 246 – O ritmo de jogo será de 1h30 (uma hora e trinta minutos) para cada jogador (Sistema Nocaute).

 Artigo 247 – As equipes que não forem emparceiradas em qualquer rodada receberão os mesmos pontos de um match que termine empatado (03 pontos); com exceção da primeira rodada, onde serão atribuídos 100% (cem por cento) dos pontos no Sistema Suíço.

 Artigo 248 – A pontuação para a modalidade de Xadrez, tanto para o sistema Schuring como para o Suíço, será a soma dos pontos individuais por tabuleiro acrescida da pontuação por equipe: a) Vitória: 03 (três) pontos; b) Empate: 01 (um) ponto; c) Derrota: 0,5 (meio) pontos; d) Ausência: 00 (zero) ponto. Parágrafo Primeiro: No Sistema Schuring serão obedecidos os seguintes critérios para desempate: a) pontos por equipe (03 – 01 – 0,5 – 00); b) confronto direto; c) Sonneborn-Berg por equipe; d) melhor pontuação no 1o tabuleiro; e) melhor pontuação no 2o tabuleiro; f) melhor pontuação no 3o tabuleiro; g) melhor pontuação no 4o tabuleiro; h) sorteio. Parágrafo Segundo: Os critérios de desempate para o Xadrez no Sistema Suíço serão os seguintes: a) pontos por equipe (03 – 01 – 0,5 – 00); b) escore acumulado dos pontos individuais de tabuleiro; c) milésimos totais menos o pior; d) milésimos totais; e) escore acumulado dos pontos por equipe; f) sorteio 

Artigo 249 – A tolerância será de 60 (sessenta) minutos em relação ao horário programado para início da rodada para se configurar o W.O. por equipe e de 60 (sessenta) minutos após o início efetivo da rodada para se configurar W.O. individual, com o relógio acionado.

 Artigo 250 – Após o encerramento de cada partida todos os jogadores disputantes ficam obrigados a entregar à mesa de controle as suas planilhas devidamente anotadas e assinadas. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESPORTE, LAZER E JUVENTUDE. COORDENADORIA DE ESPORTE E LAZER 

Artigo 251 – Salvo o que dispõe o presente Regulamento, a competição obedecerá às regras da FIDE.

 Artigo 252 – Cada equipe será representada por um capitão (que deverá ser um dos jogadores da equipe, mesmo que não esteja escalado para jogar na rodada), que acompanhará seus respectivos jogadores, bem como notificará e será notificado de qualquer decisão em relação a sua equipe. Ao final do MATCH deverá verificar e assinar a súmula dos jogos junto à mesa de controle.

 Artigo 253 – Todos os participantes deverão portar peças e relógios necessários às partidas em disputa em cada MATCH. Parágrafo Único – Fica a critério da direção técnica da competição estabelecer se as peças, relógios e tabuleiros apresentados possuem ou não caráter oficial. XXXIX – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 

Artigo 254 – As competições dos Jogos Regionais serão regidas por este Regulamento assim como pelas Regras Oficiais.

 Artigo 255 – O Boletim (eletrônico ou impresso) expedido pelo Comitê Dirigente será o meio de comunicação oficial junto aos participantes, podendo, em casos excepcionais, serem expedidos comunicados.

 Artigo 256 – Os casos omissos deste Regulamento serão resolvidos pelo Coordenador de Esporte e Lazer ou seu representante.

 Artigo 257 – Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

Para saber mais sobre outras modalidades clique abaixo: